Avançar para o conteúdo principal

Foi amor, ou foi paixão?

Existe uma altura da nossa vida em que nada é pior que uma desilusão amorosa. Todos nós sabemos como é aquela coisa da primeira paixão e inevitavelmente (pelo menos na grande maioria dos casos) o primeiro desgosto amoroso.

Alguém avise estes jovens que estas paixões não são amor, e que com os anos muitas pessoas vão entrar e sair das suas vidas.
fonte
Para explicar melhor o que estou a tentar dizer, trouxe comigo as definições de amor e paixão e deixo ao vosso critério, a difícil tarefa de encontrar as diferenças.
Paixão: Impressão viva. Perturbação ou movimento desordenado do ânimo; grande inclinação ou predileção. Afeto violento, amor ardente. O objeto desse amor. Grande desgosto, grande pesar. (fonte)
Amor: Sentimento que induz a aproximar, a proteger ou a conservar a pessoa pela qual se sente afeição ou atração; grande afeição ou afinidade forte por outra pessoa. Ligação afetiva com outrem, incluindo geralmente também uma ligação de cariz sexual. Disposição dos afetos para querer ou fazer o bem a algo ou alguém. Ligação intensa de caráter filosófico, religioso ou transcendente. (fonte)

Aliás o mundo não acaba para ninguém, e ao contrário do que os exagerados teenagers podem pensar, para eles também não. A única coisa que lhes dói na maioria dos casos é o ego ferido, pois pela primeira vez veem o seu afeto ser renegado. Sejamos honestos até à data do desgosto amoroso, o verdadeiro amor que todos nós tivemos e que na maioria dos casos foi sempre retribuído, foi dos nossos pais.
Sabem como é, aquela facadinha no nosso orgulho ao percebermos que nem sempre a pessoa que gostamos nos retribui o sentimento.
Ah sim, não venham com aquela de que o vosso mundo acaba, não sejam dramáticos, o amor é apenas um dos muitos sentimentos, não subestimem as mil e uma coisas terríveis que podem acabar com vocês e com a vossa felicidade.

Comentários

  1. Mesmo o " Amor " é muito complexo na verdade, mas até fica dificil de dizer o que é o amor! E nada é para sempre esta é a verdade , e nada é tão nosso quanto julgamos, e também jamais ninguém é perfeito, enfim há uma serie de coisas que se misturam que fixa dificil de dizer ao certo que sentimento é este. Existe mil formas de amar e até apaixonar... todos eles são diferentes ... Mas um conselho : Nunca devemos deixar de fazer o que gostamos , porque os homens nunca deixam nada por nós.. enquanto nós mulheres sim... enfim estaria aqui horas a fio a relatar mil casos e coisas... mas adorei o teu tema ,parabéns . Beijokas ..

    ❤ Célia Santiago
    Diário Feminino
    FacebookInstagramYouTube

    ResponderEliminar
  2. Definir amor é, diria eu, quase impossível. Mas é verdade que por muito que doa ninguém morre de amor. Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  3. Oi Teresa! Indiquei você para responder uma tag!
    Confira lá no meu blog: http://carolnagliati.blogspot.com.br/2016/06/tag.html
    Fique a vontade caso não queria responder.
    Beijinhos,
    Carol Nagliati

    ResponderEliminar
  4. Esqueci de dizer que gostei muito do post de hoje! Beijinhos, carolnagliati.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Amor e paixão são bem diferentes de facto!
    Mas devem andar de mãos dadas!
    Não, o mundo não acaba! Ninguém morre de amor!
    Um beijinho

    ResponderEliminar
  6. Verdade, na maioria das vezes é maior o drama que o desgosto :P

    ResponderEliminar
  7. Bem diferentes...ninguém morre de amor...mas conheço algumas pessoas que sofrem e muito de amor!!!
    Bj

    ResponderEliminar
  8. É uma grande verdade, a dificuldade é mesmo explicar isto a quem está a sofrer na altura..
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Paixão e amor é duas coisas muito diferentes,pra mim a paixão sempre foi o "amor" falso,pq tem pessoas que estão apaixonadas e acham q amam.....Eu adorei o post Teresa bjs
    https://blogbrilhodasestrelas.blogspot.com

    ResponderEliminar
  10. De fato são coisas bem diferentes, mas que devem caminhar juntas.

    Beijos.

    ResponderEliminar
  11. ;)

    As pessoas não sabem diferenciar os dois...

    Ótima terça!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  12. Lembro me do meu, foi qualquer coisa de absurdo, de caixão à cova mesmo ahah, faz-nos crescer e crescer dói.
    beijinho

    http://her-concept.blogspot.com

    ResponderEliminar
  13. Me lembro que quando eu era mais novinha, lá pelos meus 15 16 anos, eu me apaixonei e não era correspondida... Achei que era amo e que a pessoa era o amo da minha vida, achei que ia morrer por ser rejeitada, mas ai passou e descobrir que era só uma paixãozinha haha
    Beijos
    Diário de Casada

    ResponderEliminar
  14. Concordo! Uma pessoa nessas idades sabe lá o que é amar!

    ResponderEliminar
  15. Nessas idades... tudo parece tão definitivo... e uma desilusão amorosa... parece ser o fim do mundo... nunca é!...
    Gostei imenso do teu post!
    Bjs
    Ana

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

TAG| 100 perguntas que ninguém pergunta

Sabendo como eu gosto de responder a TAGs a Matilde do blog "O Cantinho da Tily", nomeou-me para este desafio bem simples e divertido. As regras são simples, responder às 100 perguntas, e nomear quem quisermos. Vamos a isso? 1. Você dorme com as portas do seu armário aberta ou fechada? Prefiro fechada por uma questão de organização, mas não me faz diferença. 2. Você leva embora os shampoos e condicionadores dos hotéis? Sim!!! 3. Você dorme com seu edredão dobrado para dentro ou apra fora? Tanto faz! 4. Você já roubou uma placa de rua? não, mas confesso que gostava de ter uma! 5. Você gosta de usar post-it? Adoro! 6. Você corta cupões, mas depois nunca usa? Sim! 7. Você prefere ser atacado por um urso ou um enxame de abelhas? Venha o diabo e escolha! 8. Você tem sardas? Nop. 9. Você sempre sorri para fotos? Quase sempre! 10. Qual é a sua maior neura? Ui se as coisas não levarem o rumo que eu quero fico do pior! 11. Você já contou seus passos enquanto você andava? Sim. 12. Você já fez x…

As férias acabaram... Como é que ficaram os animais abandonados?

Existe uma dura realidade que após as férias de verão fica esquecida. Se no inicio do verão as campanhas de sensibilização são muitas (e mesmo assim não são suficientes), a verdade é que depois dos dias dourados de verão, já ninguém pergunta o que aconteceu ao cão idoso que abandonaram às portas de uma instituição, ou então como está aquele cachorrinho que deixaram na beira da estrada.
A minha pergunta para vocês é: Afinal o abandono está a diminuir?
E infelizmente a resposta é não! No final do verão contactei várias instituições que recolhem animais e as respostas são sempre iguais: Não! Não diminuiu.
Para vos ilustrar esta realidade, pedi a várias instituições dados sobre o abandono de animais durante os meses de verão, porém só a Associação Midas no Porto é que se ofereceu para disponibilizar dados concretos:

2015 - 53 animais acolhidos pela instituição.
2016 - 107 animais acolhidos pela instituição. 
2017 - 71 animais acolhidos pela instituição.

Porém antes de começarem a bater palma…

A menina bonita

Decerto que lhe conhecem a imagem, a menina de nove anos, chama-se Kristina Pimenova, e é já considerada uma das raparigas mais belas dos últimos tempos.
A criança, é modelo para marcas como Armani, Vougue e Dolce & Gabanna, e desde os 3 anos que assina contratos milionários. Kristina Pimenova, nasceu em Moscovo, e está inscrita em agências de modelos desde tenra idade. Quem patrocinou tudo isto?! A sua mãe, Glikeriya Pimenova, também uma ex-modelo, tem levado a filha à ascensão, porém, tem também sido criticada por isso. Além de muita gente a criticar por não permitir que Kristina tenha a vida de uma criança normal, a mãe da mesma é ainda mais criticada por ter permitido que recentemente a filha pousasse maquilhada e vestida de forma pouco própria para a sua idade. Glikeriya Pimenova, gere os contratos milionários da filha, bem como as redes sociais da mesma que já tem mais de 300 mil seguidores. Porém não é o numero de seguidores que vai determinar a infância que muitos dizem p…